14.3 C
Ijuí
terça-feira, julho 16, 2024

TRABALHO: Secretárias de excelência

Sonia Campo de Carvalho, 59 anos, atua no Laboratório Eberle há 36 anos. Sua história na empresa começou por intermédio de um biomédico conhecido, que a comunicou que a empresa estava selecionando secretária e ela foi conferir a vaga. Na época, o administrador era Alfredo Edwino Eberle, que a recebeu para uma entrevista.

“Ele me solicitou que datilografasse uma carta de solicitação de emprego, isso tudo ocorreu no dia da entrevista. Fiquei muito nervosa, pois na hora do teste ele ficou me observando como digitaria, pois não tinha computador, era máquina de escrever. Passou uma semana quando recebi a tão esperada notícia que estava apta a assumir as funções de secretária. Fiquei muito feliz e no contrato ele deixou claro que precisava de alguém responsável, que cumprisse os horários que começavam as 7 horas da manhã. Para mim não teria problema para cumprir, pois o trabalho enobrece e a disciplina vem de casa”.

Sua rotina hoje continua sendo a mesma do contrato, mas seus afazeres aumentaram na empresa, com atendimento ao cliente, liberação de laudos, cadastros, orçamentos e coletas de exames toxicológico.

Sonia diz que o único ponto negativo de sua profissão é saber que a idade está passando, e que um dia terá que parar. “Trabalhar na mesma empresa há 36 anos é gratificante, houve mudança somente dos administradores, porém da mesma família”. O fundador Alfredo já é falecido, e hoje, na administração, está seu filho Fausto Eberle e a esposa Eveline Eberle.

“Os considero da família, pois é no trabalho que passo o maior tempo do meu dia. Faço tudo com muito amor e dedicação, pois quem gosta do que faz não vê e não faz obstáculos. As palavras-chave são comprometimento, responsabilidade, respeito com os superiores, cordialidade com os clientes, se doar um pouco mais para a empresa, sem cobranças. Isso só faz com que o superior passe a valorizar mais o trabalho e a empresa cresce. Isso é prioridade para mim”.

Bernadete Kochhann, 63 anos, está há 18 anos na Prefeitura de Ijuí, atuando hoje como telefonista. Nesta profissão, ela atuou também na Cotrijui, começando em novembro de 1980, também permaneceu durante 18 anos.

*A notícia completa está na versão impressa da revista Stampa.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

Últimas NOTÍCIAS