10.9 C
Ijuí
segunda-feira, maio 20, 2024

Novo ano letivo inicia com velhos problemas

O governo do Estado realizou um diagnóstico de problemas de infraestrutura e de necessidade de reformas nas escolas da rede pública estadual do Rio Grande do Sul. Os dados mostram que, das 2.311 escolas estaduais analisadas, apenas 99 estão adequadas e não precisam de obras. Entre as demais instituições de ensino, há escolas com graus diferentes de problemas estruturais.
São quatro níveis estabelecidos pelo governo. O mais grave é o “urgente” e, de acordo com o governo, se refere a “escolas com risco de interferência do uso dos espaços e com possível impacto no início das aulas”. São 176 escolas com esta classificação, sendo que destas, duas já estão interditadas.
O segundo nível mais problemático foi chamado de “intermediário”. Conforme o governo, são “escolas com necessidades graves e complementares, como elétrica, obras paralisadas e hidráulica”. São quase 1,9 mil escolas nesta situação, atualmente.
O terceiro nível de problema de infraestrutura é o “complementar”, e se refere a “escolas com necessidades de baixa complexidade, tais como manutenção de piso de quadra de esporte, calçadas e reparos em portas e janelas”.
O diagnóstico do governo do Estado também localizou os problemas mais frequentes de infraestrutura entre as 2,3 mil instituições da rede. Em 1.090 escolas, há problemas de infiltrações e goteiras. Os problemas de elétrica aparecem em 970 instituições, enquanto necessidade de reformas em muros e cercamentos atingem 910 colégios. Os banheiros não estão adequados em 810 escolas.
Em Ijuí a Escola Estadual de Ensino Médio Ruy Barbosa, o Ruyzão, está com problemas estruturais que se arrastam há anos e com pouca perspectiva de soluções em curto prazo. A condição chegou a gerar a interdição da cozinha e do refeitório da escola.

Leia a matéria completa na edição impressa ou digital do Jornal da Manhã, desta quinta-feira, 23.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

Últimas NOTÍCIAS