16 C
Ijuí
quinta-feira, abril 18, 2024

Feltes quer potencializar ações contra a estiagem

A estiagem tem sido nos últimos três anos a “pedra no sapato” da agropecuária gaúcha.

O recém empossado secretário da Agricultura, Giovani Feltes, tem alinhado com demais entidades do setor políticas de prevenção e combate aos prejuízos causados especialmente às culturas de grãos e que só no ano passado representaram uma quebra de cerca de 10 milhões de toneladas na safra do Rio Grande do Sul.

Segundo Feltes, a ideia é dar prosseguimentos às políticas já articuladas pelo governo no ano passado e tentar potencializá-las para que atendam as demandas do produtor atingido por prejuízos. Uma das frentes para o trabalho é impulsionar a execução das obras previstas no Avançar na Agropecuária, que destinou um aporte de R$ 275,9 milhões para o segmento, dos quais R$ 201 milhões para ações voltadas ao fortalecimento da irrigação. O programa previa a construção de cerca de 6 mil microaçudes, 750 poços artesianos e 1,5 mil cisternas. “Com muito esforço e apesar dos entraves burocráticos do ano eleitoral a secretaria conseguiu pagar microaçudes para 103 municípios, devendo em breve incluir nesta conta mais 140 munícipios”, afirma. “Agora estamos abrindo agora um edital até o fim do mês para que os municípios se cadastrem para que possamos fazer perfuração de poços num volume bastante significativo. Isso deve dar centenas de poços perfurados no Rio Grande do Sul, com a subvenção dos recursos por parte de Tesouro do Estado e do Orçamento da Secretaria de Agricultura, também do Programa Avançar e da mesma estão em execução centenas e centenas de pequenos de micro açudes realizados em parceria com as prefeituras, onde o Estado repassa recursos para que isso possa ser feito e acompanha, de certa forma, na sua fiscalização. Se isso não é a solução dos problemas, ao menos dá conta que o Estado está fazendo, diante a sua possibilidade, um enfrentamento, emparceiramento com quem produz no campo para que ele possa suplantar sem tantas dificuldades, embora reconheçamos, que sejam grandes no sentido de ultrapassar essa estiagem”, acrescenta.

*A notícia completa está na versão impressa do Jornal da Manhã.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

Últimas NOTÍCIAS