20.9 C
Ijuí
quarta-feira, julho 24, 2024

Câmara aprova intervenção federal na segurança do DF

A Câmara dos Deputados aprovou ontem à noite a intervenção federal na segurança do Distrito Federal, medida decretada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no domingo.

A intervenção deve durar até o final de janeiro. O texto foi aprovado por unanimidade em votação simbólica e agora deverá ser analisado pelo Senado Federal, o que está marcado para acontecer hoje. Em discurso feito antes da votação, o presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL) afirmou que os atos de vandalismo registrados na Praça dos Três Poderes são “inaceitáveis” e a invasão dos prédios do Congresso representa uma “profanação do templo da democracia”. “O povo quer respeito à ordem, às instituições e à ao patrimônio público. A maior resposta que podemos dar agora é mais e mais democracia”, disse. “Este episódio foi um desvio da rota que foi rechaçado e que temos o dever de trabalhar para que nunca mais aconteça”, completou.

A deputada bolsonarista Bia Kicis (PL-DF) tentou postergar a votação, pedindo que houvesse espaço para discutir o decreto. Lira afirmou que isso feria o acordo feito entre os líderes da Casa de que o texto seria apreciado e os discursos aconteceriam posteriormente.

A também bolsonarista Carla Zambelli (PL-SP) tentou atrasar a votação, apresentando um requerimento de votação nominal.Em discurso após a aprovação do decreto, Bia Kicis afirmou que a intervenção federal não se justificava porque a situação no DF “está controlada”. “A polícia tentou conter, houve falhas. Mas é preciso dizer que isso já foi contido”, ressaltou. Apenas os partidos Novo e PL liberaram suas bancadas na votação.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

Últimas NOTÍCIAS