20 C
Ijuí
terça-feira, junho 18, 2024

A pessoa certa no lugar certo

Quem ama e conhece livros vibra quando a direção de um acervo tão relevante para a cultura do país, como o da Biblioteca Nacional, fica nas mãos certas. A escolha do nome do acadêmico Marco Lucchesi para dirigir aquela instituição pública agradou intelectuais, entre eles pesquisadores, professores, escritores e gente ligada ao mundo da leitura.

O imortal da Academia Brasileira de Letras estava na Itália, envolvido em projetos de tradução literária de poetas turcos, quando recebeu o convite. Seu nome foi escolhido por méritos de uma trajetória cultural, ele que foi amigo de

Paulo Rouanet, diplomata que empresta o nome a uma das mais significativas leis de incentivo à cultura no Brasil. Lucchesi presidiu a ABL em 2018 e ajudou a recuperar uma crise financeira vivida pela entidade. A aposta agora é que ele possa fazer muito mais também pela Biblioteca Nacional, inclusive, ajudando a recuperar obras raras que foram roubadas há pouco tempo do acervo. A amigos jornalistas ele tem confiado a certeza de que este é um desafio pessoal que ele quer levar como um compromisso de honra: o de devolver ao Estado o que lhe pertence e pelas vias da Justiça.

*A notícia completa está na versão impressa do Jornal da Manhã.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

Últimas NOTÍCIAS