20.5 C
Ijuí
sexta-feira, fevereiro 3, 2023

RS tem média de seis infrações por minuto

O número de infrações de trânsito nas rodovias estaduais, federais e nas vias municipais aumentou em 2022, no Rio Grande do Sul. A informação é da chefe da divisão de Infrações do Departamento de Trânsito do Estado, Ângela Roxo. Conforme ela, as liberações da pandemia, associadas ao maior fluxo de circulação de veículos em todo o Rio Grande do Sul e no País, em razão das flexibilizações, provocaram este crescimento. “Após dois anos da pandemia, onde as pessoas ficaram mais restritas, houve o aumento do fluxo nas estradas, em consequência, as infrações aumentaram na mesma proporção”, ressalta.

De acordo com dados estatísticos do Detran, que contabilizou o número de infrações até o final de novembro do ano passado, a média de registros é maior que a de 2021, quando foram 3,1 milhões de atos cometidos pelos condutores, média de 264 mil ao mês. No ano passado, a média foi superior. Em dados levantados até novembro, foram 2,9 milhões, média de 267 mil infrações registradas por mês nas estradas gaúchas. Levando em consideração a média, as infrações devem superar o total do ano passado, acumulando cerca de 3,2 milhões. Com base nesse número, foram praticamente seis infrações registradas por minuto no Estado, em todo o ano passado.

Em relação a 2020, quando houve o maior nível de restrições de circulação pela pandemia, o aumento no número de atos infracionais nas vias do Estado foi 45% maior no ano passado.

Entre as principais, conforme Ângela, o excesso de velocidade ainda continua como uma das infrações mais cometidas. Em seguida vem o uso do celular, que tem aumentado bastante, e não uso do cinto de segurança, que é um equipamento de uso obrigatório. Conforme ela, em especial o uso de celular, acaba sendo prejudicial para quem conduz e está acompanhando o veículo, pois causa distrações quanto ao que está ocorrendo no trânsito.

*A notícia completa está na versão impressa do Jornal da Manhã.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias