24.3 C
Ijuí
segunda-feira, janeiro 30, 2023

TECNOLOGIA NA TERCEIRA IDADE

Entre tantos conflitos na chegada à “melhor idade” (slogan de farmácia e plano de saúde) um incomoda muito. É o relacionamento com a tecnologia. Passar dos 60 anos por dentro das parafernálias disponíveis requer coragem e pelo jovens dispostos a explicar cada invenção.

Demorei para aderir ao whatsapp. “Mas agora que resolveu usar dispara duzentas mensagens por dia”, ironiza minha filha com razão. Sempre que encontro conteúdos que possam interessar a um colega de imprensa, disparo uma mensagem.

Isto provoca muitos inconvenientes, como a necessidade semanal de deletar vídeos, fotos e áudios. Meu pré-histórico Motorola não suporta tanta informação, PDFs de jornais e clipagem de notícia, que significa seleção das principais notícias do dia.

Recentemente aderi ao Spotify, serviço de música/vídeo considerado o mais popular e usado em todo o mundo. A novidade permite ouvir música sem comerciais e possibilidade de elaborar seleções musicais por gênero ou acessar canções aleatórias. O inconveniente é que, como todo atrativo tecno-lógico, é indispensável fazer um pagamento mensal para usufruir dos benefícios.

Outra facilidade recente do meu cotidiano é o uso de tag ou adesivo fixado no para-brisa. O dispositivo permite pagar pedágios e estacionamento – entre outros serviços – sem fazer o pagamento na hora do uso. É uma grande facilidade na hora de movimento na estrada. Mas…e sempre tem o mas…a fatura chega, apesar da franquia de três meses.

Todos estes avanços só foram incorporados por mim depois de um intenso processo de pesquisa, de maneira especial entre jovens que convivem desde cedo os benefícios – e malefícios – de cada ferramenta ou serviço. O próximo passo será a aquisição de um air fryer ou fritadeira elétrica. Para pessoas como eu, que entro na cozinha somente para fazer chimarrão, torrada e batida de banana, pensar na possibilidade de preparar comida de verdade num passe de mágica é sedutor.

Já comecei as pesquisas sobre marcas, preços e potencial de cada engenhoca. No final de semana muitas lojas fizeram promoções e perdi boas oportunidades. Mas o “Liquida Porto Alegre” chega em fevereiro. Difícil será achar espaço na microcozinha, mas nem tudo é perfeito, não é?

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias