24.3 C
Ijuí
segunda-feira, janeiro 30, 2023

CHUCHU é cheio de virtudes

Assim como o melão, o pepino, a abóbora e a melancia, o chuchu pertence à família Cucurbitácea e é originário da América Central, mais especificamente de países como a Costa Rica e o Panamá.

O chuchu é rico em vitaminas essenciais, minerais e fibras e pode ser consumido no formato cozido, refogado – com tempero de pimenta-do-reino – ou em receitas como sopa e suflê de chuchu.

O chuchu se destaca por ser uma fonte de potássio; vitaminas A, B e C; e sais minerais como cálcio, fósforo e ferro. De fácil digestão, rico em fibras e pobre em calorias, o chuchu é uma boa alternativa para quem quer emagrecer. Além disso, sua composição com potássio ajuda a controlar o alto nível de pressão arterial.

Um chuchu inteiro tem apenas 38,6 calorias e 0,1 gramas de gordura. O alto teor de água e fibras geram sensação de saciedade por mais tempo, o que ajuda a evitar o consumo de mais calorias. Devido à textura suave da fruta, você pode usar o chuchu em saladas e smoothies.

O chuchu é uma fonte abundante de folato e vitamina C. O folato é uma vitamina hidrossolúvel essencial para a fertilidade feminina e para a prevenção do câncer. Tomada antes e durante a gravidez, reduz o risco de defeitos congênitos no tubo neural do feto. Um chuchu inteiro contribui com 189 microgramas de folato para a dieta, o que equivale a cerca de 50% da dose diária recomendada de folato.

O chuchu pode ser ingerido cru ou cozido, sem restrições de partes que podem ser consumidas. Isso significa que a casca, a polpa e os brotos da fruta podem complementar a sua refeição.

*A notícia completa está na versão impressa do caderno Panorama encartado no Jornal da Manhã.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias