33 C
Ijuí
sexta-feira, dezembro 9, 2022

Associações encaminham demandas ao futuro governo

Mais espaço no Orçamento, diminuição de impostos, acesso fácil a crédito e até uma nova secretaria vinculada diretamente à Presidência da República. Ainda faltam dois meses para o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assumir o comando do País, mas a lista de pedidos das associações empresariais já começou.

Setores como o de bares e restaurantes, supermercados, bancos, telecomunicações e até o agronegócio dão boas-vindas ao novo presidente, eleito no último domingo, enquanto dão a largada nos respectivos pleitos.

“A solução de problemas sociais e econômicos passa pela indústria da construção civil”, diz José Carlos Martins, presidente da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), para quem o setor precisa receber mais espaço no Orçamento federal. Segundo ele, o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) gerou mais de 500 mil novos empregos no setor.

“Mas faltou moradia para a população mais pobre, que está na base do programa Casa Verde Amarela”, diz Martins.

Na opinião de Paulo Solmucci Jr., presidente da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), é urgente simplificar o acesso às linhas de crédito para o setor, mas sem criar uma dependência.

*A notícia completa está na versão impressa do Jornal da Manhã

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias