13.9 C
Ijuí
segunda-feira, outubro 3, 2022

Ciro critica negociação de dívidas dos Estados

Em evento que marcou, ontem, a recolocação da placa da Carta-Testamento de Getúlio Vargas, na Praça da Alfândega, em Porto Alegre, o presidenciável Ciro Gomes (PDT) chamou de “vingança do baronato de SP pela Revolução de 30” a fórmula da renegociação da dívida do RS com a União por meio do Regime de Recuperação Fiscal.

“O RS está posto de joelhos na política nacional de propósito. Vou tomar para mim o lugar na história de novo libertador do Rio Grande. Vamos revogar todos esses acordos, todos os contratos, e pegar 100% da dívida do RS e rolar para o futuro”, disse durante discurso para militantes do partido antes do descerramento da placa na tarde de ontem. Em coletiva, Ciro disse que nos primeiros seis meses de uma eventual gestão pretende apresentar um novo modelo de renegociação das dívidas federais dos Estados e municípios. “A dívida pública brasileira é de R$ 7,4 trilhões. Todos os estados e municípios juntos devem R$ 600 bilhões, menos de 10% da dívida nacional. Pego esse valor e renegocio o estoque para um prazo posterior razoável. Deixo na mãos de prefeitos e governadores de 12% a 15% da receita corrente líquida, desde que eles me ajudem a implementar a reforma e usem esse dinheiro para implementar a taxa de investimento”, disse.

O candidato voltou a falar sobre seu proposta de renda mínima de R$ 1 mil abaixo da linha da pobreza, que pretende reunir os programas de assistência social. O projeto demandaria R$ 300 bilhões.

Deste valor, R$ 70 bilhões viriam de um imposto cobrado de pessoas físicas com patrimônios maior a R$ 20 milhões, com uma alíquota de 0,5% a 1,5%. Questionado se não seria uma proposta populista, como as que critica nos adversários, Ciro disse que “sinaliza qual a meta, o prazo, quanto custa e de onde vem o dinheiro”, o que não vê em “promessas demagógicas” dos demais.

Após o descerramento da placa, o candidato, acompanhado do candidato ao governo do RS, Vieira da Cunha (PDT), da candidata a vice Professora Regina (PDT), do postulante ao Senado Professor Nado (Avante) e candidatos da coligação nas eleições proporcionais, fizeram uma caminhada até a Esquina Democrática.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias