11.3 C
Ijuí
terça-feira, outubro 4, 2022

Governo fortalece ações de combate à varíola no Estado

O Rio Grande do Sul já contabiliza 54 casos confirmados de varíola do macaco (monkeypox), enquanto 230 estão em investigação, segundo o novo boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgado ontem As infecções estão distribuídas em 18 cidades gaúchas. O número crescente de casos tem feito o governo do Estado reforçar a testagem e mapeamento de casos, além de promover reuniões virtuais com trabalhadores da área da Saúde, bem como a própria população, para orientar e trazer atualizações epidemiológicas. A nível de região, a preocupação é maior, uma vez que já houve caso confirmado.

O órgão responsável por fazer a testagem no município é o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), a partir do Laboratório Central de Saúde Pública do RS (Lacen-RS) e do Centro de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CDCT), é referência para a verificação dos exames, que tem capacidade de até 500 testes por dia. Para qualificar o mapeamento da doença, o Estado também investe na vigilância genômica, mapeando a evolução e as mutações do vírus. Como o Estado já tem capacidade técnica instalada, a implantação da testagem partiu do interesse da própria equipe da Secretaria da Saúde (SES) em fornecer um resultado de qualidade para a população.

O diagnóstico para o monkeypox é feito por um teste do tipo PCR seguido de sequenciamento viral. O quadro clínico do atual surto é caracterizado por sintomas de erupções cutâneas localizadas, por vezes em apenas uma parte do corpo. O contágio acontece pelo contato direto com as lesões da pele ou com objetos contaminados.

A transmissão também pode ocorrer por gotículas respiratórias em contatos próximos.

Quarto País do mundo em número de casos confirmados de varíola do macaco, o Brasil continua sendo visto pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com preocupação. O órgão destaca que é importante que todas as intervenções de saúde disponíveis sejam executadas e que os indivíduos recebam as informações para se proteger.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias