15 C
Ijuí
sexta-feira, setembro 30, 2022

Parques do Caracol e do Tainhas são leiloados por R$ 150 milhões

O consórcio Novo Caracol, liderado pela Iter Parques, controladora do Parque Bondinho do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro, foi o vencedor do leilão envolvendo o projeto da concessão dos parques estaduais do Caracol, em Canela, e do Tainhas, nos Campos de Cima da Serra. No ato, realizado na manhã de ontem, na sede da B3, a Bolsa de Valores de São Paulo, foi revelada a oferta do grupo, que ofereceu um valor de outorga fixa de R$ 150 milhões. Com o preço inicial de R$ 2,756 milhões, o ágio foi de 5.341,15%.

As outras concorrentes – Ocanica Atrativos Turísticos, do grupo LivePark, que possui contrato de concessão do zoológico e do jardim botânico de São Paulo, e a Construcap, que gere os parques Itaimbezinho e Fortaleza – ofereceram valores bastante inferiores da proposta vencedora, de R$ 41,7 milhões e R$ 15 milhões, respectivamente.

“É um projeto muito importante que irá ressignificar as quatro cidades que envolvem os parques. Vamos provar que a iniciativa privada, em parceria com o poder concedente, pode gerar riqueza e inclusão social”, ressaltou ao final do leilão o presidente da Iter Parques, Sandro Fernandes.

Parque do Caracol, em Canela, possui 100 hectares, sendo 25 deles para o turismo

Presente também no ato, o governador do Estado, Ranolfo Vieira Júnior, destacou o modelo de privatizações que vem sendo adotado pela atual gestão. “Deixamos para o Estado aquilo que é da sua vocação: atuar fortemente nas áreas de segurança, saúde e educação”, enfatizou.

O secretário estadual de turismo, Raphael Ayub, por sua vez, disse que a ocasião é marcada por ser a primeira privatização de um equipamento turístico da história do Estado. “Tivemos um ágio de porcentagem superior a cinco mil, o que demonstra o potencial e a solidez turística do Rio Grande do Sul”, acrescentou.

Já a titular da pasta de infraestrutura e meio ambiente, Marjorie Kaufmann, frisou que os valores ambientais dos parques serão preservados, uma vez que, conforme ela, somente 1,5% da área do Parque do Tainhas foi concedida no leilão, e dos 100 hectares do Parque do Caracol, apenas 25 hectares são destinados ao turismo. “A concessão se refere à melhoria das áreas e de seus atrativos e à modernização da operação em locais que estavam subestimados por falta de estrutura”, pontuou.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias

INTERNACIONAL

DEMISSÃO

DIVULGAÇÃO