14 C
Ijuí
segunda-feira, outubro 3, 2022

Secretaria da Saúde confirma o primeiro caso de varíola dos macacos na região

A Secretaria Municipal de Saúde de Santo Ângelo confirmou o primeiro caso da Varíola dos Macacos no município e na região Noroeste. A confirmação foi feita na manhã de ontem, pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-RS). O caso é de um paciente homem, que teve histórico de viagem internacional recentemente. Ele está em isolamento domiciliar e sob monitoramento da equipe médica da pasta desde a última sexta-feira.

No Rio Grande do Sul, a última atualização do governo do Estado apontou 29 casos de infecção pela doença em solo gaúcho. Já no Brasil, foram registrados 2.293 casos confirmados na doença, segundo dados do Ministério da Saúde. Há ainda outros 2.363 ocorrências suspeitas.

O Ministério da Saúde, por meio do Centro de Operações de Emergência (COE Monkeypox) — criado há cerca de 10 dias para monitorar o avanço da varíola dos macacos no Brasil —, classificou a doença com nível máximo de emergência no território nacional. A categoria 3 é determinada em cenários de “excepcional gravidade” e admite a possibilidade de culminar em declaração de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin).

As manifestações clínicas da varíola dos macacos habitualmente incluem lesões na pele na forma de bolhas ou feridas que podem aparecer em diversas partes do corpo, como rosto, mãos, pés, olhos, boca ou genitais.

Pesquisadores explicam que este é o sintoma mais comum da infecção pelo vírus Monkeypox, mas alertam que o surto atual da doença tem apresentado características epidemiológicas diferentes.

O período de incubação é geralmente de 6 a 13 dias, mas pode variar de 5 a 21 dias. Na forma mais comum documentada da doença, os sintomas podem surgir a partir do sétimo dia com uma febre súbita e intensa.

São comuns sinais como dor de cabeça, náusea, exaustão, cansaço e principalmente o aparecimento de inchaço de gânglios, que pode acontecer tanto no pescoço e na região axilar como na parte genital. Já a manifestação na pele ocorre entre um e três dias após os sintomas iniciais.

Os sinais passam por diferentes estágios: mácula (pequenas manchas), pápula (feridas pequenas semelhantes a espinhas), vesícula (pequenas bolhas), pústula (bolha com a presença de pus) e crosta (que são as cascas de cicatrização).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias