14 C
Ijuí
segunda-feira, outubro 3, 2022

Executivo de Ijuí anuncia LEDs para amanhã

Após vários anúncios sem que fossem efetivados, o prefeito Andrei Cossetin (PP) anunciou para amanhã o início da instalação das luminárias LEDs em Ijuí. Segundo ele, vai começar dentro do que prevê o cronograma estabelecido em sorteio, tendo como primeiro ponto o Distrito Industrial, seguindo no bairro Getúlio Vargas, Modelo, Colônia Santo Antônio, Independência e assim por diante. “A equipe responsável está se deslocando para Ijuí. Já fez a conferência do maquinário. A previsão é nesta quarta, mas tudo vai depender do tempo.”

O chefe do Executivo explica que neste primeiro momento são apenas 3.600 lâmpadas LED e que a empresa responsável pelo fornecimento aguarda material proveniente da China. “É importante salientar que as luminárias são produzidas no Brasil, mas 99% dos componentes das LED do mundo vêm da China. Acreditamos que até o final de setembro chega o restante do material e que no final do ano todas as LEDs estejam instaladas no Município. São R$ 10 milhões de investimentos previstos.”

O prefeito explica que deverá ser instalada em média de 100 pontos de lâmpadas LED por dia. “Conforme a empresa vai recebendo o material e os componentes ela vai instalando para poder receber.” Outro assunto que o prefeito destaca são os investimentos projetados para Ijuí. Ele revelou que em dois anos deverão ser R$ 100 milhões, o maior volume em um período curto de tempo.

Ele também ressalta que a equipe de engenharia está trabalhando forte para no final do mês viabilizar licitação para 600 mil metros quadrados de pavimento para operação tapa-buraco e m diferentes pontos da cidade. Ao todo serão R$ 4 milhões de investimentos. “A licitação prevê que terá caminhão para efetivar a lavagem dos buracos para retirada da terra, antes de colocar o asfalto.” Cossetin também lembra as licitações para as obras na rua Norberto Knebel, no bairro Thomé de Souza, e na rua Jorge Leopoldo Weber, da ERS-155 até o Distrito Industrial.

Além das obras previstas, o chefe do Executivo também aborda sobre o impacto do piso de Enfermagem, sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro. Cossetin diz que mesmo o governo sinalizando o repasse de recursos, os custos com pagamentos de triênios, quinquênios e previdência ficarão por conta do município. “O Executivo não tem o poder de criar imposto.”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias