16.6 C
Ijuí
sexta-feira, setembro 30, 2022

Ceriluz vai absorver parte do reajuste nas contas de energia dos associados

A Diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica Aneel (ANEEL) esteve reunida ontem para definir mais um ciclo de reajustes para 15 cooperativas permissionárias de energia dos Estados do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo. Entre elas, a Ceriluz, para quem a agência reguladora autorizou um aumento médio das tarifas de 17,68%, a vigorar a partir de 30 de julho. Individualmente, a agência definiu um reajuste de 19,99% para os consumidores enquadrados como Alta Tensão, ou Grupo A, e de 15,59% para os associados de Baixa Tensão, ou Grupo B.
Esse reajuste, de 15,59%, conforme a direção da Ceriluz, contudo, não será repassado no momento aos consumidores do Grupo B, que representam aproximadamente 98% dos associados da Cooperativa. “Nós decidimos por, nesse momento, absorver esse reajuste para o Grupo B, ao menos até o mês de dezembro. No final do ano faremos uma reavaliação dessa situação, mas nosso objetivo é evitar um impacto maior aos associados agora, quando estamos sentindo o aumento do custo de vida das pessoas”, explica o presidente da Ceriluz Distribuição, Guilherme Schmidt de Pauli. Em janeiro essa decisão deve ser reavaliada, mas Guilherme destaca que até o final de ano deve entrar em operação a CGH Augusto Pestana, cujo formato de gestão visa reverter os resultados para a redução das tarifas de energia dos associados. Outros projetos de pequeno porte estão em andamento, com esse mesmo objetivo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias

INTERNACIONAL

DEMISSÃO

DIVULGAÇÃO