15 C
Ijuí
sexta-feira, setembro 30, 2022

Gerente de futebol avalia Série D do Brasileiro e projeta Copa FGF

O gerente de futebol do São Luiz Delmar Blatt em entrevista ao Jornal da Manhã reconheceu que a campanha do Rubro no Campeonato Brasileiro da Série D 2022 poderia ter sido melhor. Segundo ele, alguns fatores contribuíram para uma participação não tão boa, entre os quais, a perda de jogos nos últimos minutos e o grupo pequeno.
“Quando vieram as lesões e suspensões por cartões, tivemos problemas. A gente sabia que ao ter um elenco curto iríamos sofrer durante a competição, mas achávamos que esses problemas poderiam não acontecer. A partir da 7ª rodada em todos os jogos eram sempre dois ou três desfalques. Isso prejudicou demais”.
Delmar Blatt foi taxativo ao dizer que faltou um pouco mais de competência na hora de marcar os gols. Lembrou que apesar de ser o ataque mais positivo do grupo A8 a equipe poderia ter melhor sorte. O dirigente lembrou que no empate de 1 a 1 com o Juventus em Jaraguá do Sul, na primeira rodada, o time perdeu um pênalti com Juba. Segundo ele o atleta do São Luiz bateu bem a penalidade e os méritos foram do goleiro Hudson Jr. Delmar Blatt frisou que isso foi um sinal de que as coisas não andariam tão bem. A equipe poderia ter saído de Santa Catarina com três pontos.
O gerente de futebol fez uma comparação com 2020, ano em que o time conquistou cinco vitórias fora de casa. Em 2022 foi apenas um resultado positivo longe dos seus domínios, o placar de 2 a 1 diante do Azuriz, em Pato Branco.Delmar não lembra de um jogo em que o time foi dominado pelo adversário na Série D deste ano, dentro ou fora de casa.Entende que faltou competência sim para ganhar fora.
Ele comentou que o trabalho do técnico Daniel Franco foi muito bom dentro do campo, mas teve dificuldades fora das quatro linhas no relacionamento com atletas, o clima não estava tão bom no vestiário.
“A gente custou a perceber isso. Deveríamos ter mudado o comando técnico na partida contra o Próspera em Nova Veneza, quando empatamos em 2 a 2. Chegamos a estar perdendo por 2 a 0 e buscamos o empate”.
Delmar Blatt disse que agora o São Luiz torce demais para o Aimoré e o Caxias subirem para a Série C em 2023, o que abriria uma vaga para o clube ijuiense na Série D do próximo ano. Ele entende que o Grená tem mais possibilidades de subir. É um time mais encorpado, contratou três jogadores para reforçar o elenco.
O gerente de futebol confirmou o São Luiz esperar fechar em 13 as renovações de atletas para a disputa da Copa FGF-Troféu Tarciso Flecha Negra. Os próximos que podem acertar são os atacantes Juba e Édipo. São 11 os garantidos até agora: Mizael, Márcio Goiano, João Marcus, Rafael Goiano, Ricardo Thalheimer, Paulinho Santos, Jeferson Prill, Felipe Guedes, Maurício, Liell e Igor Vinicius. Três atletas já acertaram e serão anunciados nos próximos dias, um goleiro, um zagueiro e um volante.
O dirigente confirmou que o São Luiz observa jogadores da Série C do Campeonato Brasileiro. A competição termina a primeira fase dia 13 de agosto. Delmar disse que o elenco rubro está bem encaminhado. A ideia é trabalhar com 18 jogadores profissionais pagos e os demais virão através de parcerias com jogadores emprestados por outros clubes e até aproveitar atletas da região.
Delmar Blatt concorda que a Copa FGF propicia a escalação de jogadores jovens e o técnico William Campos após escalar os jogadores Diego e Danilo do Sub-17 deverá utilizá-los na primeira fase da Taça Tarciso Flecha Negra.
Entende que não é o momento de pular etapas na formação dos jovens talentos. O gerente de futebol esclareceu que o São Luiz não vai usar recursos do Gauchão para a formação do elenco da Copinha. Os recursos virão de outras fontes, entre elas a campanha Avante Rubro. Lembrou que o Rubro queria uma chave mais regionalizada na Copa FGF.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias

INTERNACIONAL

DEMISSÃO

DIVULGAÇÃO