13.9 C
Ijuí
segunda-feira, outubro 3, 2022

Tecnologia é aliada da EFA nas produções para o 15º Concurso de Redação

O trabalho em conjunto dos professores do Centro de Educação Básica Francisco de Assis (EFA) tem proporcionado aos estudantes uma experiência ampliada da temática do 15º Concurso de Redação Jornal da Manhã e Rotary Club Ijuí, A Ciência em nossas vidas. A partir de pesquisas, seminários, documentários, palestras, entrevistas, aulas interdisciplinares e debates em mesa redonda, os professores Rosana Barros e Leandro de Moura viabilizaram momentos de reflexão e leitura aos alunos do 6º Ano do Ensino Fundamental ao 3º Ano do Ensino Médio.
A professora Rosana orienta as turmas de 6º e 7º Anos do Ensino Fundamental e de 1º e 2º Ano do Ensino Médio e explica que, antes dos alunos iniciarem suas produções, ela e o professor Leandro reuniram-se para organizar como as atividades seriam realizadas e as possibilidades que o tema proporcionaria. “Em nossa escola, a produção textual é realizada sempre em mais de um momento, não produzimos de forma automática.” O professor Leandro, que orienta os 8º e 9º Anos do Ensino Fundamental e 3º Ano do Ensino Médio, complementa que a participação dos estudantes no Concurso deve proporcionar momento de aprendizagens significativas. “Por isso, encaminhamos diferentes motivações para ampliar o repertório deles e aperfeiçoar suas habilidades expressivas.”
O processo de apresentação da proposta, tema e início das produções, começou no mês de março na EFA. “Foi um belo processo de criação. Buscamos material em diversas fontes, desde excertos de livros, fatos históricos, sites referentes ao tema até aulas expositivas em outras disciplinas”, explica a professora Rosana. “Logo nas primeiras reflexões já vimos demonstrações de interesse pelo assunto, com debates, perguntas e ideias surgindo a todo o vapor”, afirma o professor Leandro.
Neste ano, a divisão das modalidades de texto entre o Ensino Fundamental e o Ensino Médio, passou por algumas mudanças e adaptações entre as faixas etárias escolares. Os professores avaliam positivamente essas mudanças, considerando a facilitação no processo de preparação dos educandos em sala de aula. “Consideramos pertinente essa diferenciação, uma vez que cada etapa de ensino desenvolve habilidades específicas.”
A professora Rosana iniciou suas abordagens com as turmas em que leciona com leituras e explicações sobre as características de cada tipo de texto que teriam de produzir. No 6º e 7º Ano, ela introduziu diversas escritas pessoais, a partir disso, os alunos escreveram relatos pessoas em diários e, posteriormente, as cartas. “No Ensino Médio, intensificamos a leitura em crônicas argumentativas, um subgênero da dissertação.”
As turmas orientadas pelo professor Leandro, além da abordagem com diversas áreas do conhecimento, trabalharam utilizando o laboratório de informática da escola, para ampliar os conhecimentos e apropriação da temática. “Fizemos um resgate histórico dos cientistas mais influentes do mundo, refletindo como suas descobertas contribuíram para o progresso da humanidade. Eis que surge a ideia de produzir cards personalizados de grandes nomes da Ciência.”
A temática da Ciência, como explica a professora Rosana, é essencial e um acerto dos organizadores do Concurso para o momento atual. “Destacar a relevância da Ciência na vida das pessoas é reflexão mais que urgente.” O professor Leandro evidencia a presença da Ciência em sociedade, inclusive na vida dos alunos, destacando a relevância disso. “Esse foi o nosso esforço, motivar os estudantes a reconhecerem a pertinência do conhecimento científico em suas vidas.”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias