20.5 C
Ijuí
sábado, dezembro 3, 2022

Ijuienses lideram potencial de consumo na região

Os ijuiense têm o maior potencial de consumo da região Noroeste do Estado Rio Grande do Sul. Os dados são do estudo IPC Maps 2022, especializado há quase 30 anos no cálculo de índices de potencial de consumo nacional, com base em dados oficiais.

As famílias moradoras do município terão cerca de R$ 3,084 bilhões para consumir neste ano. Entre as 497 cidades do Estado, Ijuí ficou na 21ª posição (avanço de um posição em relação ao ano passado) e lidera o ranking entre os municípios da região Noroeste. No atual ranking a Capital das Etnias ficou à frente de Santa Rosa (26ª), Santo Ângelo (27ª) e Cruz Alta (41ª).

Em Ijuí, a habitação lidera o ranking de potencial de consumo. São 703,6 milhões destinado para moradia. Na sequência vem veículo próprio (R$ 338,1 milhões); alimentação domiliciar (R$ 250,6 milhões); alimentação fora de casa (R$ 134,1 milhões); medicamentos (R$ 106,4 milhões) e materiais de construção (R$ 103,5 milhões).
A renda média per capita do morador da zona urbana está estimada em R$ 36,7 mil e do morador da zona rural em R$ 35,3 mil.
Os dados apontam ainda 28,1 mil domícilios do município, sendo 855 da classe A (3%); 6.468 da classe B (23%); 14.818 da classe C (52,6%) e 6.032 que integram as classes D/E (21,4%).

No município, a classe C lidera o panorama econômico, representando cerca de R$ 1,12 bilhão de gastos.

Segundo o responsável pela pesquisa, Marcos Pazzini, de 2021 para 2022 Ijuí teve crescimento real de 0,79% no potencial de consumo. “Em 2021 foi responsável por 0,05423% do consumo nacional e, em 2022, será responsável por 0,05466%. Apesar de parecer um crescimento pequeno, o crescimento nominal do potencial de consumo da população será de R$ 331,9 milhões. Este crescimento do IPC Maps de Ijuí fez com que o município ganhasse cinco posições no ranking nacional, saindo da 285ª posição dentre os 5570 municípios brasileiros, em 2021, para a 280ª posição em 2022”, disse à reportagem.
O coordenador disse que em relação à quantidade de empresas instaladas em Ijuí, o município seguiu o padrão da maioria das cidades brasileiras, com perda de quantidade de empresas entre 2021 e 2022. “Foram 325 unidades fechadas, com destaques negativos para o setor de Comércio (-242 unidades) e para o setor de Indústrias (-236 unidades). O setor de Serviços teve crescimento, com abertura de 146 unidades e o setor do Agronegócio também teve crescimento, com mais sete unidades”, finaliza.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias

Razão, coerência e emoções

JAPÃO E ESPANHA AVANÇAM

ALEMANHA É ELIMINADA

MARROCOS CONQUISTA VAGA