20.5 C
Ijuí
sábado, dezembro 3, 2022

Helga e Nestor, sessenta anos de união

Helga, 80 anos, e Nestor, 83 anos, se conheceram em um baile no extinto Clube Botafogo, quando o local era um dos mais frequentados, promovendo muitos bailes e eventos sociais, há mais de 60 anos. Depois de tanto tempo, eles dizem que muita coisa ainda continua igual, no que se refere ao amor e ao respeito.

Começaram a namorar em 17 de fevereiro de 1961 e se casaram em 5 de maio de 1962. “Começamos nosso namoro em uma noite de Carnaval. Na época, eu morava em Panambi e vim para cá para uma noite de festa. Depois disso, eu nunca mais fui a bailes, pois começamos a namorar. Minha saudosa sogra, um dia disse que estava na hora de casar, e no dia 5 de maio de 1962 nos casamos e viemos morar em Ijuí”, conta Helga, que se casou faltando um mês para completar 20 anos.

Heitor revela que, quando viu Helga, há 60 anos, sentiu que foi amor à primeira vista. “Com o tempo e muitos desafios, sentimos saudades dos primeiros anos do nosso casamento. Construímos uma linda família”.
Helga conta que conheceu Heitor no tempo do salão antigo do Botafogo, no bairro São José, e só depois foi construída a nova sede, na Rua 19 de Outubro. “Minha família foi uma das sócias-fundadoras do clube.”
Nestor diz que sente muita saudade do começo do casamento, da chegada dos filhos. Quando conheceu Helga, estava servindo o Exército. “No começo, por causa do serviço militar, eu ficava até uma semana sem vir para casa e morria de saudade dela”.

Hoje, o dia a dia do casal é de muito companheirismo e conversas, acompanhadas de um bom chimarrão. “Gosto de trabalhar na minha horta, fazer minhas coisas, e ele sempre me ajuda na cozinha, a estender ou recolher uma roupa, estamos sempre em atividade”, diz Helga.

Eles tiveram quatro filhos: Carla, Fabiane, Fernanda e Paulo. A filha Carla diz que é muito gratificante ver a história dos pais. “É um prazer ser filha deles. Com muita alegria eles constituíram a família. Sabemos que nada é tão perfeito, e ao longo dos anos, enfrentamos dificuldades, mas tudo foi vencido com a união da família, alicerçada por nosso pais. Eles sempre se dedicaram aos filhos, viveram para a família.”

Carla conta que os pais nunca foram de badalação. Após o casamento, a vida do casal girou em torno da família, de sempre estar perto dos seus. “Um legado que eles estão passando para nós. É muito significativo esse sentimento de união da nossa família, tanto que hoje os netos valorizam muito isso. Em maio, reunimos toda a família para comemorarmos os 60 anos de união dos nossos pais”, destaca a filha.

“Nunca esquecemos dos bons momentos que passamos juntos e até hoje um cuida do outro. Estamos envelhecendo junto e. graças a Deus, estamos com ótima saúde. O segredo para tanto tempo de união é também perdoar um ao outro e continuar vivendo, porque não é casar e separar, e sim casar para construir uma família, uma unidade. Os filhos e os netos são muito importantes para um casal e são a nossa maior herança”, finaliza Helga.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias

Razão, coerência e emoções

JAPÃO E ESPANHA AVANÇAM

ALEMANHA É ELIMINADA

MARROCOS CONQUISTA VAGA